O Aneurisma de Aorta Abdominal

texto-aneurisma-aorta-abdominal

 

O diagnóstico precoce pode salvar a sua vida.

 

O aneurisma de aorta abdominal é uma doença grave, com altas taxas de mortalidade, mas que quando diagnosticada precocemente tem grande potencial de cura.

 

A Aorta
É a maior artéria do corpo humano. Ela leva o sangue do coração para todos os órgãos, passando pelo tórax e pelo abdômen. É através de seus ramos que o sangue é distribuído para o coração, os pulmões, o fígado, o baço, o intestino, os rins e as pernas.

 

O aneurisma da aorta abdominal é uma dilatação (protuberância) anormal da aorta, na altura do abdômen. Se não for tratado, o aneurisma cresce, tornando as paredes da artéria mais frágeis, até que se rompam. A ruptura de um aneurisma da aorta abdominal pode levar à morte.

 

Fatores de Risco:
• Idade acima de 60 anos;
• Sexo masculino;
• Tabagismo;
• Pressão alta;
• História familiar de aneurisma;
• Doença Cardiovascular.

 

Está entre as três principais causas de morte súbita, nos Estados Unidos. No Brasil, não há números oficiais sobre a doença.

 

A boa notícia é que pode ser diagnosticada precocemente, de forma simples, e apresentar excelentes resultados com o tratamento.

 

Sintomas:
Mais da metade dos pacientes que apresentam aneurisma da aorta abdominal não tem sintomas. Trata-se de uma doença silenciosa, porém, alguns pacientes podem manifestar:
• Dor na região das costas;
• Pulsação no abdômen (sensação de coração na barriga);
• Pequenas feridas nas pernas e pés que podem estar relacionadas a fragmentos de trombos, que se desprenderam do aneurisma;
• Desconforto abdominal.

 

Diagnóstico:
O diagnóstico é realizado por meio do exame clínico, ultrassonografia com Doppler e angiotomografia do abdômen e pelve, ou seja, uma consulta com o cirurgião vascular e exames acessíveis e pouco invasivos.

 

Tratamento:
Atualmente o tratamento de aneurisma da aorta abdominal pode ser clínico ou cirúrgico. A cirurgia pode ser convencional ou, mais recentemente, com o avanço de novas tecnologias por técnica minimamente invasiva (técnica Endovascular). É muito mais seguro e oferece uma rápida recuperação aos pacientes.

 

Por que é tão importante fazer o diagnóstico precoce?
• O aneurisma quando não diagnosticado e tratado pode romper e levar a uma grande hemorragia. Este sangramento leva à morte em até 90% dos pacientes.
• Metade dos pacientes com rotura do aneurisma de aorta abdominal não chega com vida ao hospital.
• As duas principais complicações do aneurisma de aorta são trombose de artérias do abdômen e dos membros inferiores, e ruptura. Ambas apresentam alta mortalidade.

 

O melhor tratamento é aquele que se faz antes do problema se complicar.

 

Saiba mais sobre a campanha em http://www.sbacvrj.com.br/campanhadoaaa/

 

Fonte: http://www.sbacvrj.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *